investimentos.png

INVESTIMENTOS E GOVERNANÇA

AMPULHETA

Criada por volta do séc. VIII., marca o tempo através da passagem de areia de um âmbulo ao outro, usando a gravidade.

 
Gestão dos Investimentos

POLÍTICAS DE

INVESTIMENTO

Acesse o botão abaixo e confira a íntegra das Políticas de Investimento dos Planos PRV Saldado, CV - Prevdata II e PGA.

As Políticas de Investimento dos planos de benefícios e administrativo da Prevdata adotam um horizonte de sessenta meses, prevendo revisões anuais. Os limites e critérios utilizados decorrem e se fundamentam na regulamentação do setor, sobretudo na Resolução CMN nº 4.661, de 25 de maio de 2018.

 

Seus objetivos são:

 

  • Estabelecer diretrizes e medidas a serem observadas por todas as pessoas, internas ou externas à entidade, que participam do processo de análise, de assessoramento e decisório sobre a aplicação dos recursos do plano, diretamente ou por intermédio de pessoa jurídica contratada;

  • Dar transparência aos patrocinadores, participantes e assistidos em relação aos principais aspectos relacionados à gestão dos investimentos e riscos.

 

A exemplo dos anos anteriores, na elaboração da Política de Investimento 2020-2024, aprovada em 20/12/2019 na 168ª Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo, foram empregadas técnicas de análises de cenários e de riscos, avaliações e projeções de indicadores econômicos, considerando a modalidade dos Planos de Benefícios administrados pela Prevdata, suas especificidades, necessidades de liquidez e os fluxos esperados de pagamentos dos participantes e assistidos.

ampulheta.png

BREVE PANORAMA DO

CENÁRIO ECONÔMICO EM 2020

Em um ano completamente atípico, a pandemia do coronavírus foi capaz de alterar o modo de vida de todo o mundo com as necessárias medidas de distanciamento social. A crise da saúde pública também se transformou em uma das maiores crises econômicas da história, levando à recessão grande parte das economias do mundo.

 

Para evitar um impacto econômico ainda maior, os países desenvolveram robustos estímulos fiscais e monetários que foram capazes de garantir parte da renda perdida e evitar o crescimento de falências. Com a nova onda que apareceu na Europa e EUA, no final de 2020, novas restrições à mobilidade foram mantidas ainda no início de 2021.

 

Na China, apesar de ter sido o primeiro país a registrar o coronavírus, a atuação do governo permitiu um rápido controle da pandemia, que gerou uma veloz reabertura na economia chinesa, demonstrando ao final de 2020, forte recuperação em relação às perdas provenientes da pandemia.

 

As eleições americanas confirmaram as expectativas dos mercados, a eleição do Democrata Joe Biden para a presidência dos EUA, a que pese o Senado americano poder permanecer dividido, refletiu positivamente no cenário mundial.

 

No Brasil, a resposta brasileira à pandemia, principalmente através do auxílio emergencial, buscou compensar parte das perdas de renda das famílias. O Brasil gastou 4,7% do PIB em estímulos aos indivíduos, acima da média dos países desenvolvidos. Isso permitiu uma queda menor do que o esperado e uma recuperação econômica, aparentemente, mais rápida do que o previsto no início da pandemia.

 

Considerando a expectativa do relatório Focus, o PIB para 2020 passou de -6,5% no pior momento da pandemia, para -4,6% ao final de outubro, no início da pandemia cogitava-se algo em torno de 9%. Outra preocupação foram os dados do mercado de trabalho: mesmo com as medidas adotadas pelo governo, a taxa de desemprego ficou próxima a 14,3% no fechamento do terceiro trimestre de 2020.

 

Outro ponto de total atenção e que impactou diretamente no desempenho do mercado doméstico, foi a surpreendente queda da Selic, que saiu de 4,5% no início do ano e terminou em 2%, mesmo com toda a pressão inflacionária. A inflação fechou o ano com alta de 4,52%, acima do centro da meta de 4%. Vimos em 2020 uma forte desvalorização cambial, com o Real se depreciando em relação ao Dólar fortemente, tendo a moeda norte-americana apresentado valorização em 2020 de, aproximadamente, 29% no ano.

 

Diante de um cenário mais adverso, a Prevdata buscou identificar qual seria a forma de recuperação (se a curva seria em “V”, “W” ou “L”) e, em uma crise desta magnitude, quais consequências econômicas e sociais poderiam levar o país de uma recessão significativa para uma depressão sem precedentes. Outro ponto observado é que a Covid-19 deixou de ser um evento específico importante para ser um problema estrutural, onde foram evidenciados os grandes problemas do país.

 

Desta forma, a Prevdata acompanhou os comportamentos dos ativos em relação aos efeitos da pandemia e promoveu ajustes nas alocações, respeitando o perfil de cada Plano gerido.  Com o cenário completamente adverso e incerto, de forma prudente os movimentos de ajustes foram iniciados a partir do segundo trimestre de 2020, onde se buscou identificar quais alocações buscariam maior retorno, bem como o melhor alinhamento aos riscos inerentes à exposição de cada ativo.

linha.png

RENTABILIDADES

Nos quadros a seguir são apresentados comparativos da rentabilidade de todos os segmentos da carteira da Prevdata referentes ao exercício de 2020. Eles demonstram as diferenças em relação à meta de rentabilidade de cada segmento.

10-rentabilidade01.png

Ao final de 2020, apesar de apresentar rentabilidade positiva, o Plano PRV apresentou retorno inferior à meta atuarial estabelecida. Os segmentos de Renda Variável e Operações com Participante conseguiram superar as respectivas metas de gestão, sendo que o segmento de Operações com Participantes apresentou o melhor retorno do plano. A Prevdata, conforme estudo de acompanhamento de rentabilidade dos planos de benefício definido elaborado pela Consultoria Aditus, apresentou desempenho superior à mediana dos planos em todos os segmentos, bem como na rentabilidade consolidada.

11-rentabilidade02.png

Com relação ao Plano CV, a rentabilidade foi também positiva, apesar de inferior à meta atuarial estabelecida. Ao final de 2020, a Prevdata superou a meta de gestão apenas nos segmentos de Renda Variável e Operações com Participantes. O segmento de Renda Fixa, face ao seu perfil de cotas diárias, tem a maior parte dos seus ativos precificados a mercado, o que gera mais volatilidade — e, diante do cenário apresentado de maior aversão ao risco, teve retorno abaixo da meta atuarial. Além disso, o perfil do Plano CV exige uma maior alocação em ativos mais líquidos, o que, de certa maneira, penaliza ainda mais a rentabilidade. Ainda assim, o desempenho dos investimentos foi superior à mediana dos planos de contribuição variável, conforme estudo de acompanhamento realizado pela consultoria Aditus, nos segmentos de Renda Variável e Estruturados.

12-rentabilidade03.png

Por fim, no PGA, a Prevdata não conseguiu atingir a meta de gestão estabelecida em 2020. Por suas características, o plano necessita de uma exposição maior no segmento de Renda Fixa, bem como um percentual elevado em ativos de liquidez — o que, com a crise, refletiu na menor rentabilidade auferida.

 

 

Rentabilidade Acumulada / Análise Comparativa (2009/2020)

 

No gráfico abaixo observamos os bons resultados acumulados, quando comparamos os planos administrados pela Prevdata, suas respectivas metas, os planos de mesma modalidade em outras entidades fechadas de previdência complementar, indicadores de mercado e alguns planos PGBL (com perfil semelhante ao da Prevdata e que obtiveram melhor desempenho).

13-rentabilidade2009-2020.png

SITUAÇÃO ATUARIAL

DOS PLANOS

Plano PRV Saldado

 

No exercício de 2020 foi apurado um deficit técnico de R$ 8.240.664,45. Considerando que em 2019 o deficit técnico foi de R$ 24.689.093,91, o total acumulado foi, então, de R$ 32.929.758,36. Desse montante, é deduzido o valor de R$ 46.376.789,10 referente à precificação dos títulos públicos federais – NTN-B que, portanto, representou a apuração de um superavit técnico ajustado correspondente a R$ 13.447.030,74.

 

Com isso, o Plano se encontra em condições de mitigar eventuais deficits futuros, mantendo-se solvente e em equilíbrio atuarial, visto que possui recursos suficientes para honrar seus compromissos a curto, médio e longo prazos. E o Risco de Liquidez está sendo adequadamente monitorado e mitigado.

 

Para mais detalhes, consulte aqui o Parecer Atuarial completo.

 

Plano CV - Prevdata II

 

A rentabilidade global do plano em 2020 foi de 5,84%, inferior à meta atuarial de 10,61%. Esse resultado permitiu um ganho real de 0,37%, além da variação do indexador do plano que corresponde à variação do INPC, que totalizou 5,45%. O resultado confirmou a resiliência da alocação dos investimentos, considerando o cenário desafiador e de expressiva volatilidade ocorrido em 2020 em função da pandemia.

 

Portanto, a situação atuarial do Plano – avaliada em função dos regimes financeiros, métodos de financiamento e hipóteses atuariais – apresentou resultado de Equilíbrio Técnico.

 

Para mais detalhes, consulte aqui o Parecer Atuarial completo.

DEMONSTRATIVOS

DE INVESTIMENTOS

Nos quadros que se seguem, é demonstrado um comparativo da posição dos investimentos ao final dos exercícios 2019 e 2020 – que, em linhas gerais, mostram a formação do patrimônio e sua distribuição, de acordo com a legislação vigente e a Política de Investimentos da Prevdata.

14-demos-prv.png

O Plano PRV Saldado cumpriu os limites de enquadramentos previstos na legislação e na Política de Investimentos da Entidade. O segmento de renda fixa continua com a maior concentração das alocações desse plano, com 70,74% dos recursos garantidores no referido segmento. As taxas que remuneram os ativos de renda fixa não têm acompanhado a variação da meta atuarial, obrigando a entidade a buscar novos segmentos e, por conseguinte, maior exposição ao risco.

15-demos-cv.png

O Plano CV - Prevdata II cumpriu os limites de enquadramentos previstos na legislação e na Política de Investimentos da Entidade. O segmento de renda fixa continua com a maior concentração das alocações desse plano, com 54,46% dos recursos garantidores no referido segmento. As taxas que remuneram os ativos de renda fixa não têm acompanhado a variação da meta atuarial, obrigando a entidade a buscar novos segmentos e, por conseguinte, maior exposição ao risco.

16-demos-pga.png

O Plano PGA cumpriu os limites de enquadramentos previstos na legislação e na Política de Investimentos da Entidade. O segmento de renda fixa continua com a maior concentração das alocações desse plano, com 86,13% dos recursos garantidores no referido segmento. As taxas que remuneram os ativos de renda fixa não têm acompanhado a variação da meta atuarial, obrigando a entidade a buscar novos segmentos e, por conseguinte, maior exposição ao risco.

 

Gestão Terceirizada dos Recursos

 

Nos quadros a seguir são demonstrados os valores alocados em fundos de investimentos em 2020, por onde a Prevdata distribui os recursos entre os gestores terceirizados. A entidade não possui fundos exclusivos. Todas as alocações feitas nos fundos de investimentos seguiram integralmente o disposto na legislação vigente e na Política de Investimentos. Portanto, o quadro registra a participação total do patrimônio dos planos geridos pela Prevdata no fechamento do exercício em relação ao que é gerido por terceiros.

17-gestao-prv.png
18-gestao-cv.png
19-gestao-pga.png

Gestão de Riscos

 

A Prevdata possui contrato junto a seu agente custodiante com a Consultoria Aditus para realização do serviço de análise e acompanhamento de enquadramento legal dos ativos e cálculo do Value at Risk – VaR. Conforme disposto na Política de Investimentos da entidade, o agente avalia o risco de suas carteiras próprias e sobre o patrimônio global pelo método do VaR.

INFORMAÇÕES SOBRE OS ADMINISTRADORES

linha.png

DESPESAS ADMINISTRATIVAS

A Prevdata tem despesas administrativas como qualquer outra empresa: contas de luz, telefone e água; tributos; salários; mobiliário; recursos tecnológicos; manutenção em geral; limpeza; serviços de terceiros etc.

 

A origem dos recursos que cobrem tais gastos é pequena parcela das contribuições que os participantes fazem para seus planos de benefícios e de parte da rentabilidade do patrimônio investido: o chamado Custeio Administrativo. Tais valores são direcionados ao Plano de Gestão Administrativa – PGA, destinado ao pagamento das despesas administrativas para a manutenção da gestão previdencial e dos investimentos dos Planos PRV e CV - Prevdata II.

 

A legislação estabelece como limite anual para essas despesas o equivalente a 9% da soma de todas as despesas com pagamentos de benefícios e receita previdenciária ou 1% do patrimônio total gerido, à escolha da EFPC. Em 2020, esse valor foi de R$ 16,970 milhões na Prevdata.

 

Todavia, os gastos no período somaram R$ 13,539 milhões — um total abaixo do limite legal estabelecido, fruto de uma gestão eficiente,  que segue a tendência dos anos anteriores, onde a Entidade também teve despesas menores que o máximo permitido.

Receita x Despesa Orçada e Realizada

23-receitaXdespesa.png

Despesas Internas

24-despesas-internas.png

Despesas com Prestadores de Serviço

21-despesas-prestadores.png
Governança
Corporativa
ampulheta2.png

O objetivo principal dos instrumentos de Governança Corporativa da Prevdata é garantir a confiabilidade e a transparência da gestão aos participantes e à patrocinadora Dataprev.

25-estrutura-governanca.png
 

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Em 2020 era previsto o encontro entre a consultoria especializada e os dirigentes da Prevdata para a utilização da nova matriz SWOT para alinhamento estratégico. Esse debate também tinha por objetivo verificar o que foi planejado e realizado, o que não foi planejado e foi realizado, e o que não foi planejado e que deveria ser realizado. No entanto, com o início da pandemia essa etapa do processo não pôde ser concluída devido ao trabalho remoto.

Para superar essa situação, houve revisão interna do Planejamento Estratégico, em atendimento à solicitação do Conselho Deliberativo. O processo envolveu a requisição, junto às áreas, da análise do ambiente interno da Entidade, para avaliação das suas forças e fraquezas, segmentadas pelos pilares do Planejamento Estratégico. Nele, foi identificada a necessidade de criação de um objetivo estratégico referente à adequação da Prevdata à LGPD, tendo sido essa a principal mudança.

 

Ao fim de 2020, período equivalente à penúltima etapa do ciclo de Planejamento Estratégico, a Entidade alcançou 52% dos objetivos concluídos e 74% das metas estratégicas concluídas.

CÓDIGO DE ÉTICA

Aprovado pelo Conselho Deliberativo em 26 de outubro de 2010 e atualizado em janeiro de 2021, o Código de Ética explicita o conjunto dos valores, dos princípios éticos, dos padrões de conduta e das responsabilidades que norteiam o comportamento dos membros dos Conselhos Deliberativo e Fiscal, da Diretoria Executiva, e dos empregados da Prevdata.

 

Com o Código e o respectivo Regimento do Comitê de Ética, a Prevdata busca moldar atitudes, comportamentos, princípios e regras de atuação, que compõem a cultura organizacional da entidade. Ambos estão disponíveis para consulta no link: www.prevdata.org.br/download/codigo-de-etica/.

RELATÓRIO DE ENQUADRAMENTO

O Relatório de Enquadramento da Prevdata é um produto mensal gerado pelos Controles Internos dos Investimentos da Entidade, que consolida informações disponíveis em seus sistemas internos da Consultoria Aditus e de seu agente custodiante. Ele tem por objetivo assegurar que os limites previstos na Resolução CMN 4.661/2018 sejam permanentemente observados, bem como garantir a aderência da gestão dos investimentos à política de investimentos em vigor, segundo os requisitos estabelecidos no Art. 23 da Instrução Previc nº 6/2018.

 

Com a finalidade de haver a efetiva segregação da gestão de recursos da gestão de riscos, a Prevdata designou o presidente-executivo Jorge Luiz Roxo Ramos como administrador responsável pela gestão de riscos (ARGR), atuando com independência e senso de urgência.

 

Como recomendado pelas Melhores Práticas na Gestão das Entidades de Previdência Complementar Fechada, o gerenciamento e monitoramento dos riscos dos investimentos neste relatório contemplam a verificação individual dos planos tempestivamente, assim como da carteira consolidada de investimentos.

 

O documento é dividido em:

  • Status do enquadramento;

  • Movimentação de cotas dos fundos;

  • Análise de risco; e

  • Liquidez dos planos de benefícios.

 

Considerando a Resolução CMN 4.661/2018 e a Política de Investimentos de 2020, a Prevdata esteve em conformidade com os ditames legais.

Aspectos Socioambientais

A Prevdata acredita que lidar com princípios socioambientais é uma questão de responsabilidade corporativa. Por isso, frentes sociais e sustentáveis fazem parte da rotina na gestão da entidade.

 

A abrangência das ações socioambientais estende-se em múltiplas dimensões e, por isso, o conceito é incorporado a todas as atividades realizadas na Prevdata: Investimentos, Governança Corporativa, Gestão de Pessoas, relação com fornecedores, relação com participantes e Comunicação, dentre outras. Além disso, contempla também a observância da Ética, do respeito à diversidade, da promoção da equidade, de cuidados com os impactos ambientais e sociais, e das demais práticas de Sustentabilidade.

 

Como agentes sociais, empregados e seus dependentes desempenham papeis dentro e fora da empresa. Eles se tornam promotores da Sustentabilidade Corporativa ao trabalharem como voluntários em programas sociais, ao difundirem valores éticos em suas relações com os diversos públicos da Prevdata, ao assumirem comportamentos sociais responsáveis em seu cotidiano de vida e de trabalho.

linha.png

 SUSTENTABILIDADE

A Prevdata realiza ações para cumprir as diretrizes do Planejamento Estratégico relacionadas ao tema, as quais podem ser destinadas a:

a) ONGs (Organizações Não Governamentais);

b) Grupos Sociais registrados ou não, que realizem algum tipo de ação social sem fins lucrativos;

c) Templos Religiosos que prestem atendimento social sem fins lucrativo, independente de suas crenças;

d) Casas de Apoio que defendem causas específicas, como atendimento social e pedagógico, atividades culturais, alimentação, entre outros; e

e) Ações internas e externas realizadas em parceria com as Patrocinadoras (Dataprev e Prevdata).

 

Ações em 2020

 

As ações de Responsabilidade Social visam complementar a missão da Prevdata de trabalhar para um futuro melhor para participantes, assistidos, patrocinadoras e a sociedade em geral. Em paralelo às questões sociais, a Entidade também realiza atividades específicas focadas na rotina dos empregados para a redução do consumo de água, papel, plástico e energia elétrica.

 

Contudo, com a rotina de teletrabalho imposta pelo isolamento social, as atividades planejadas para o ambiente de trabalho (tais como palestras de conscientização sobre saúde, meio ambiente, dentre outras) foram suspensas. Mesmo assim, foi possível realizar ações virtuais, com arrecadação de recursos entre os empregados para doação a entidades beneficentes. Confira:

acao01.png
  • Em maio, aconteceu o Mutirão Solidário para compra e distribuição de cestas de alimentos pelo CEDAC - Centro de Ação Comunitária, direcionado a famílias das comunidades da Formiga e do Turano, além de catadores de material reciclado.

  • Em dezembro, outra campanha beneficiou a Casa de Apoio à Criança com Câncer São Vicente de Paulo, que recebe pacientes de todos os estados do Brasil para tratamento nos hospitais especializados do Rio de Janeiro, oferecendo gratuitamente acompanhamento, hospedagem, transporte, medicação, vestuário, alimentação, apoio pedagógico, social e nutricional, além de lazer e passeios culturais. Com o dinheiro doado pelos empregados, a instituição pôde realizar a compra de uma nova geladeira e de alimentos para complementar as cestas básicas entregues às famílias carentes acompanhadas.

acao02.png